Investigado por:2018-09-19

Vídeos foram alterados para parecerem gravações de atos de apoio a Jair Bolsonaro

Um vídeo que está sendo difundido nas redes sociais e que mostra uma multidão de pessoas no centro de Campinas (SP) em um ato em “prol da saúde” de Jair Bolsonaro é falso. O vídeo original, gravado no Largo do Rosário, em Campinas, mostra a multidão reunida para assistir à transmissão de uma partida de futebol da Copa do Mundo, mais precisamente do jogo entre Brasil e Sérvia, realizado em 27 de junho deste ano.

O deputado e candidato à presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, sofreu um atentado com faca em 6 de setembro de 2018 e, atualmente, se encontra internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

O Comprova verificou outros dois vídeos compartilhados na internet como de atos de campanha de Bolsonaro, mas que não guardam relação com a candidatura do presidenciável.

O segundo vídeo falso que circula no Facebook e em correntes de WhatsApp mostra o candidato Jair Bolsonaro discursando na Esplanada dos Ministério, em Brasília (DF). A corrente diz que a gravação é de uma caminhada realizada no dia 5 de setembro de 2018 e foi finalizada às 14h da mesma data. Isso é falso. O vídeo foi registrado no dia 13 de março de 2016, durante uma manifestação contra a corrupção e pela saída da então presidente Dilma Rousseff (PT).

No dia 5 de setembro de 2018, Bolsonaro esteve no Distrito Federal. Ele participou de uma carreata no centro de Ceilândia e em Taguatinga, não na Esplanada dos Ministérios, que fica no centro de Brasília. A informação consta na agenda do candidato do PSL, enviada à imprensa no dia 2 de setembro.

O Poder360, membro do Comprova, acompanhou o presidenciável nesta data, onde foram registradas fotos e vídeos da carreata do presidenciável. Em uma das gravações, é possível ver que ele discursou para um público bem menor em Taguatinga (DF) e não na Esplanada.

O Comprova já desmentiu em 18 de setembro um vídeo que supostamente mostrava um milhão de pessoas manifestando-se em apoio a Bolsonaro em Brasília. A gravação é de uma ato pelo impeachment de Dilma Rousseff, realizado em 2015.

O vídeo falso da manifestação em Campinas teve 4,7 milhões de visualizações desde que foi publicado, na sexta-feira, 14 de setembro. Os três vídeos, em seu conjunto, foram visualizados cerca de 6 milhões de vezes no Facebook até a quinta-feira, dia 19 de setembro.