Verificação

Investigado por:2019-11-06

Página usa texto do início de janeiro para louvar “feitos” do governo Bolsonaro

  • Contexto Errado
Contexto Errado
Post usa trechos de uma coluna do dia 8 de janeiro como se fosse atual para dizer que, ao contrário dos meios de comunicação brasileiros, a imprensa estrangeira vem dando destaque aos feitos importantes do novo governo.

Uma publicação que viralizou no Facebook nesta semana tira de contexto uma coluna de opinião da revista Forbes para afirmar que “o Presidente Jair Bolsonaro vem devolvendo a credibilidade e a perspectiva para o nosso país”.

Publicado no sábado (2), o post da página do Movimento Avança Brasil usa trechos de um texto do jornalista Kenneth Rapoza para elogiar o governo. No entanto, a coluna é do dia 8 de janeiro – quase dez meses atrás e com cenário econômico bem diferente do atual.

A própria expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2019 destacada no texto, à época em 2,4%, foi revista em outubro para no máximo 1%. De lá para cá, o colunista da Forbes alternou entre críticas e elogios ao governo Bolsonaro.

O Comprova usa a etiqueta de “contexto errado” para classificar conteúdos retirados do contexto original e usados em outro com o propósito de mudar o seu significado original.

Como verificamos

O post do Avança Brasil traz um print que mostra o título do texto da Forbes (“Brazil Is The Best Stock Market In The World Right Now”, ou “O Brasil é o melhor mercado de ações do mundo neste momento”). Por meio de uma busca no Google, foi possível encontrar o texto original e verificar se seu conteúdo condiz com a publicação no Facebook.

O que diz o artigo destacado?

No texto citado na publicação, Rapoza começa dizendo que “com apenas uma semana em 2019, o Brasil já é o melhor mercado de ações do mundo. Parabéns, Jair Bolsonaro”, afirma.

Para fazer tal afirmação, o jornalista cita o fundo iShares MSCI Brazil, negociado na bolsa de valores americana e que tem como referência ações negociadas no Ibovespa (principal indicador de desempenho da bolsa brasileira). Naquele momento, segundo Rapoza, o iShares MSCI Brasil tinha desempenho melhor que outros fundos similares.

No geral, a coluna é positiva em relação a Bolsonaro, mas o tom elogioso aparece no campo das expectativas com o recém-empossado governo, sobretudo pela agenda defendida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. Diz, por exemplo, que o Brasil “está no caminho para ser o mercado de melhor performance no primeiro trimestre, se não for na primeira metade de 2019.”

O colunista também menciona relatório da consultoria Fitch Solutions cujos autores falam em “sentimento positivo para negócios, estimulado pelo governo de Bolsonaro”, e que a recuperação econômica ganharia ritmo nos dois trimestres seguintes. Os índices otimistas, que falavam em até 2,4% de crescimento do PIB no ano, acabaram revistos meses depois.

O colunista volta a falar do tema em vários outros artigos, quase sempre destacando a necessidade de aprovação da reforma da Previdência para a continuidade do crescimento.

Ao longo do ano, no entanto, o mesmo colunista oscila entre elogiar e criticar o governo. Em maio, ele chegou a escrever um artigo chamando Bolsonaro de “uma decepção”, “ao menos que você goste de ouvir seu presidente desferir golpes contra causas progressistas”. Já em julho, Rapoza afirmou que os avanços econômicos ainda são lentos e não “totalmente impressionantes“.

A imprensa e a política econômica do governo Bolsonaro

A publicação do Avança Brasil também faz uma crítica à imprensa brasileira, dizendo que “diferentemente da mídia nacional, a imprensa estrangeira vem dando destaque aos feitos importantes do novo governo.” A página do movimento possui diversas publicações dando a entender que há um complô de veículos de imprensa para derrubar o presidente.

Recentes resultados positivos da economia, no entanto, têm sido objeto recorrente de cobertura de grandes veículos de imprensa no Brasil, contestando a tese de “boicote” levantada pela página.

Maior rede de televisão do Brasil, a Rede Globo, por exemplo, destacou recentemente em reportagem crescimento recorde na Bolsa de São Paulo. Na mesma semana da publicação do Avança Brasil, a Folha de S. Paulo publicou editorial com título “Na direção certa”, destacando agenda econômica do governo e reformas propostas por Paulo Guedes.

Além disso, a publicação usa o texto de um único colunista para sugerir que a imprensa internacional teria “se rendido” a Jair Bolsonaro. A tese possui difícil verificação: avaliando grandes veículos de comunicação estrangeiros, é possível encontrar tanto avaliações positivas quanto negativas do governo.

Em agosto, por exemplo, o Financial Times registrou redução do risco de recessão diante de crescimentos acima das expectativas no país. Já em outubro, a revista inglesa GlobalMarkets elegeu Paulo Guedes como “o melhor ministro da Economia da América Latina” do ano.

Por outro lado, a The Economist, referência internacional em análise de mercados, possui extensa cobertura negativa do governo, chegando a chamar Bolsonaro de “presidente aprendiz” e de “a mais recente ameaça da América Latina”. Um colunista da própria Forbes, destacada na publicação, cita o Brasil em lista recente de “países à beira de uma recessão”.

Repercussão nas redes

O Comprova verifica conteúdos duvidosos sobre políticas públicas do governo federal que tenham grande potencial de viralização.

O texto verificado foi publicado na página Movimento Avança Brasil no Facebook e obteve cerca de 19,8 mil interações até o dia 6 de novembro.