Verificação

Investigado por:2020-05-01

Governador da Bahia não pediu a prefeitos para inventarem casos de covid-19

  • Enganoso
Enganoso
Vídeo publicado no YouTube e Facebook foi tirado de contexto. Nas imagens, o governador da Bahia, Rui Costa, discute com prefeitos sobre o crescimento de casos de covid-19 na região do extremo sul do estado. Em nenhum momento, ao longo da conversa, ele pede para que casos da doença sejam “inventados em Porto Seguro”.

Não é verdade que o governador da Bahia, Rui Costa (PT), tenha pedido para a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira (PSD-BA), “inventar” 200 casos de covid-19. O vídeo que circula nas redes sociais, acompanhado do texto “governador Rui Costa pede para a prefeita de Porto Seguro inventar 200 doentes para receber verba de Bolsonaro”, foi retirado de contexto.

As imagens foram extraídas de uma videoconferência, realizada no dia 23 de abril, na qual o governador discute com prefeitos de 10 cidades sobre o crescimento de casos de covid-19 na região do extremo sul do estado. Em nenhum momento, ao longo da conversa, Rui Costa pede para que casos da doença sejam “inventados em Porto Seguro”. A postagem original pode ser encontrada na página do Facebook da prefeita Cláudia Oliveira. O governador desmentiu o boato em vídeo publicado no Facebook e no Instagram.

Por que checamos isto?

O Comprova recebeu o link para o conteúdo desta investigação por WhatsApp e considerou dois pontos para abrir uma investigação.

  1. Muitos boatos têm circulado nas redes sociais e em aplicativos de mensagens tendo como alvo as políticas de contenção da transmissão do novo coronavírus adotadas por governadores. Redes contrárias a essas políticas têm compartilhado informações falsas ou enganosas para desestabilizar as ações dos estados, o que leva o Comprova a prestar atenção em conteúdos com esse tema.
  2. O Comprova verifica somente conteúdos suspeitos sobre a covid-19 e o novo coronavírus que tenham obtido grande alcance nas redes sociais. O vídeo verificado foi publicado na página do Movimento do Povo Brasileiro no Facebook e estava com 78 mil visualizações somente oito horas depois de publicado.

Enganoso para o Comprova é o conteúdo retirado do contexto original e usado em outro com o propósito de mudar o seu significado.

Como verificamos?

Para verificar o vídeo, entramos em contato com a assessoria de comunicação do Governo da Bahia. A equipe informou que “a questão foi completamente retirada de contexto da fala do governador durante a reunião virtual com prefeitos aqui da região do extremo sul da Bahia. Em momento nenhum o governador fala em aumentar números de infectados ou menos ainda em distorcer os dados (sic)”. Em seguida, entramos nas páginas oficiais do governador da Bahia e da Prefeitura de Porto Seguro.

No Facebook, Rui Costa publicou no dia 29 de abril um vídeo em que nega ter solicitado invenção de 200 casos do novo coronavírus em Porto Seguro. O conteúdo foi enviado para a equipe do Comprova pelo assessor do governo e postado no Instagram. Na página oficial da prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira (PSD-BA) encontramos o vídeo original, postado no dia 23 de abril, às 19h06.

Também entramos em contato com a Prefeitura de Porto Seguro. Em nota, a assessoria de comunicação afirmou que está “juntando forças para investigar e encaminhar para punição os responsáveis” pelo compartilhamento do vídeo fora de contexto.

Videoconferência discutiu avanço de coronavírus no Sul da Bahia

O vídeo foi gravado durante uma reunião do governador Rui Costa (PT) com 10 prefeitos da região do extremo sul da Bahia, realizada no dia 23 de abril. Conforme publicação da página do governo da Bahia no dia da reunião, o objetivo era “abordar as ações de combate à pandemia do novo coronavírus implementadas pelo governo do estado, além de ouvir as demandas dos representantes municipais”. Participaram os líderes do executivo municipal das cidades de Belmonte, Eunápolis, Itabela, Itapebi, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Itamaraju, Medeiros Neto, Prado e Teixeira de Freitas.

A conversa foi para atualizar a quantidade de casos de covid-19 nessas cidades, dimensionar a necessidade ou não de abertura de novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outras medidas. No vídeo original, gravado dentro do gabinete da prefeita de Porto Seguro, são repassados por ela ao governador os dados atualizados até então da quantidade de casos positivos, curados e em isolamento na cidade. “Dezessete deram positivo, 11 curados e seis em isolamento”, contabiliza Cláudia Oliveira.

De acordo com o governador, os 10 leitos de UTI existentes na cidade somente estariam ocupados se houvesse, simultaneamente, 200 pessoas com a doença ativa na cidade. Em nenhum momento ele pede para que sejam inventados 200 registros da doença em Porto Seguro, como diz texto que acompanha a publicação dos vídeos tirados de contexto.

“Se você tem 11 curados e seis ativos, então normalmente você precisa de 5% da estatística para leitos de UTI”, diz. “Então para ocupar os leitos de UTI aí precisavam ter 200 pessoas simultaneamente ativas com a doença. Para ocupar os 10 leitos de UTI, a conta é essa que estamos fazendo”.

A estatística citada por Rui Costa faz referência a um estudo do Chinese Center for Disease Control and Prevention. Publicado no dia 24 de fevereiro no periódico médico Jama Network, o relatório analisou 44.415 casos confirmados da covid-19 na China e concluiu que 5% deles atingiram um estágio grave, com insuficiência respiratória, choque ou falência múltipla de órgãos. O mesmo dado está disponível nas diretrizes publicadas pela Associação Médica Brasileira (AMB).

A preocupação de Cláudia Oliveira em relação à necessidade de abertura de novos leitos de UTI fica evidente em outro trecho da conversa, também publicado em sua página no Facebook. A gravação é de um momento anterior ao vídeo descontextualizado nas redes sociais e foi postada às 18h49 do dia 23 de abril. Nas imagens, a prefeita pergunta se haverá ampliação de leitos na UTI do Hospital Regional Deputado Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro. A unidade funciona com cinco leitos, de acordo com o Governo da Bahia.

“A ideia é, sim, acrescentar mais cinco leitos, numa área reservada, e disponibilizar 10 leitos para a região”, respondeu o governador. “Você hoje tem 10 leitos. Se a gente abrir mais cinco, você fica com 10 para covid e cinco para atender a região.” Na página do Facebook de Cláudia, também é possível encontrar um resumo da reunião, em um vídeo publicado no dia 23, às 21h17.

Contexto

A Bahia tem 2.867 casos confirmados de covid-19, 7.929 casos descartados e 14.497 notificações, conforme boletim epidemiológico divulgado no dia 30 de abril. No estado, 106 morreram vítimas de coronavírus. O sul do estado tem sido motivo de preocupação das autoridades, por causa da rápida disseminação do coronavírus. A região somava até o dia 28 de abril 20% das mortes por covid-19 no estado. De acordo com os atuais dados, é responsável por 18% das mortes no estado. Entre os dias 20 e 27 de abril, foi registrado em Itabuna – maior município da região – um crescimento de 260% na quantidade de infectados pelo novo coronavírus. Em Ilhéus, os casos cresceram 130% no mesmo período.

Ilhéus é um dos municípios na lista das cinco cidades com maior coeficiente de incidência de covid-19 da Bahia, superando a capital, com 124,44 casos a cada 100 mil de habitantes. Outras cidades do sul – como Uruçuca (107,21 casos por 100 mil hab), Coaraci (76,50 casos por 100 mil hab) e Gongogi (56,11 casos por 100 mil hab) – aparecem no topo do ranking. Salvador tem 62,10 casos por 100 mil habitantes.

O primeiro caso do novo coronavírus na Bahia foi de uma moradora da cidade de Feira de Santana, a 100 quilômetros de Salvador, que havia viajado para a Itália. A análise do teste feito na paciente confirmou o diagnóstico no dia 6 de março. A região sul, entretanto, ganhou destaque antes mesmo da primeira notificação de covid-19 na Bahia, quando convidados de um casamento realizado em um resort na cidade de Itacaré começaram a apresentar sintomas da doença. Porto Seguro tem 21 casos confirmados e outros 32 aguardando o resultado dos exames. Duas pessoas estão internadas.

A situação da região sul e extremo sul da Bahia levou o governador Rui Costa a considerar o lockdown — bloqueio total dos fluxos de deslocamento — em Itabuna e Ilhéus. Uma das preocupações é a limitação da rede de saúde das regiões, o que motivou o governador a realizar uma série de videoconferências com os prefeitos. Na quarta-feira (22), a conversa foi com 12 prefeitos das regiões do Médio Rio de Contas, Vale do Jiquiriçá e Baixo Sul. Na terça-feira (21), com 11 prefeitos da região Sul. A conversa registrada com a prefeita de Porto Seguro, Cláudia Oliveira, fez parte desse ciclo de discussões sobre a realidade local.

Alcance

O vídeo foi publicado no YouTube pela conta Movimento do Povo Brasileiro e não está mais disponível na plataforma. As mesmas imagens foram postadas na página do Movimento do Povo Brasileiro no Facebook e estavam com 78k visualizações oito horas depois de publicadas, mas também foram deletadas. Na página Aliança Pelo Brasil Santo André-SP, a publicação tinha 13 mil visualizações até o dia 29. Na página Marcos Mendes Santo André São Paulo, chegou a 33 mil visualizações.

A agência Aos Fatos e os sites Boatos.org e Bahia Notícias também checaram este conteúdo.